segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

RAZÕES DO CORAÇÃO
























Vida, vou te contar
É culpa da alma se encantar,
Querer ficar...
É culpa minha sonhar,
A dor no peito, o pecado de amar.

... Éter,
É seu esse abraço
Esse beijo que acaba de nascer em meus lábios
O desejo de continuar em algum lugar
de seguir mais adiante.
Ao a mar...

Amado,
Essa saudade
Guardada aqui dentro te chama
Pra comportar a alma
Escancarar por vez o seu nome.

Esse desejo que espaça não se esconde
Nem pega atalhos,
A magia do amor erradia horizonte.

Não sei fugir do coração
Que bate de frente quão insano!
Dessa vontade dos seus abraços
Que só sabe a falta quem ama...


domingo, 10 de janeiro de 2016

PRA VOCÊ GUARDEI
















Guarde o seu coração
Para os dias da minha realidade
Nestes a sua meticulosa presença
Dai-me.
Dele a abundancia fluirá
Consolidando a nossa interação
O amor renegado.
Sobre um fundo de flores
Pétalas frescas em suma pureza
A cariciar-me.
Na turbulência que fere
Como assim as inconstâncias.
Brinda-me
A lealdade derramada
Do amanhecer ao entardecer
Sem descanso, sem repouso
No grave de suas caricias
Por inteiras cada palavra voraz
Na clareira donde se assenta a vida
Donde repousa os braços da morte...
Por todo o eterno
Deite-se
Dai-me da tua boca
O veneno, essência que acende
O mesmo que infarto
Na dor que aprazer a 
o a- mar meu amor
e acorda ao despertar a vida... 

*
Vera Lúcia Bezerra Freitas
Página do Escritor: Recanto das Letras
Imagem do Google